Voltar ao Topo


 

Problemas de Visão

Importante:  Todas as informações contidas neste site têm carácter informativo e educacional. Não dispensa a consulta de um profissional do sector.

 

Presbiopia

Tem quem afastar o telemóvel ou o jornal para conseguir ler?
Tem dificuldade em enfiar a agulha?
Tem que se aproximar mais da luz para ver melhor?

Estes são os primeiros sinais da presbiopia, popularmente conhecida como "Vista cansada".

Normalmente a partir dos 40 anos, manifesta-se em todas as pessoas. Com o passar dos anos, o cristalino vai perdendo a sua elasticidade diminuindo a capacidade de acomodação e reduzindo cada vez mais a visão ao perto.
A Presbiopia não é uma anomalia visual mas sim uma evolução natural do sistema visual.

Existem vários tipos de lentes para compensar a Presbiopia, tendo em conta que cada pessoa tem um estilo de vida diferente e pode ter associada uma ametropia (erro refractivo).

 

 

Miopia

Aproxima-se muito do caderno/livro para ler ou escrever?
Dificuldade em identificar objetos que estão longe?
Dificuldade em conduzir?
Franze os olhos para ver com nitidez ao longe?
Dificuldade na escola a ver para o quadro?
 

O míope vê mal ao longe, mas bem ao perto e é por esse motivo que tem a tendência de se aproximar muito dos objectos, para ver com mais nitidez. A miopia ocorre porque a imagem visual não é focada diretamente na retina, mas à frente da mesma. Na maioria dos casos é diagnosticada em crianças ou adolescentes. À medida que o globo ocular se desenvolve é provável que o problema continue a agravar-se. Embora a maioria dos casos de miopia geralmente estabilize por volta dos 20 anos, alguns pioram com a idade.  

 

 

Hipermetropia

Fadiga ocular?
Dores de cabeça frequentes?
Dificuldade em ver objectos próximos?

O esforço permanente de acomodação para superar a deficiência pode ser a causa destas manifestações, mais frequentes ao fim da tarde e depois do trabalho.

Uma fraca Hipermetropia passa frequentemente despercebida até aos 35/40 anos, idade em que a capacidade de acomodação começa a diminuir.

Pelo contrário, uma forte Hipermetropia é facilmente perceptível na criança, desde muito cedo, por ser muitas vezes acompanhada de Estrabismo, que deve ser rapidamente corrigido.

A hipermetropia consiste na dificuldade em ver ao perto e é um problema de visão frequente em que a pessoa consegue ver claramente os objectos que estão longe, mas os objectos que estão próximos aparecem desfocados. A dificuldade em ver ao perto manifesta-se quando o globo ocular é demasiado curto para a potência de focagem do cristalino e da córnea. Isso faz com que os raios de luz foquem atrás da retina. Em resultado, o olho vê claramente os objectos distantes, ao passo que os objectos próximos aparecem desfocados. Em geral, a dificuldade em ver ao perto apresenta-se à nascença e tende a ocorrer em famílias.

 

 

Astigmatismo

Dores de cabeça?
Fadiga ocular?
Sensação de esforço visual excessivo?
Visão enevoada a determinadas distâncias?
 

O astigmata tem uma visão imperfeita, quer ao perto, quer ao longe, porque não tem a percepção nítida dos contrastes entre linhas horizontais, verticais e oblíquas. Normalmente, está em causa a curvatura da córnea, com uma forma mais ovalada que redonda.

 

O astigmata confunde os símbolos próximos, como o H, o M e o N ou ainda o 8 e o 0. O Astigmatismo pode associar-se a outras anomalias visuais, como a Miopia, a Hipermetropia ou a Presbiopia provocando fadiga ocular ou dores de cabeça. Esta anomalia visual é muito comum nas crianças e pode ter um impacto negativo no sucesso escolar, uma vez que causa confusão entre as letras e os números.